Guimarães quer avaliar se tem condições para receber Festival Eurovisão da Canção

Guimarães assume publicamente que quer que seja aberto um concurso aos municípios interessados em receber o Festival Eurovisão da Canção 2018. O objetivo é aferir se o concelho tem “condições logísticas e financeiras” para acolher o evento.

polo-moda

Aníbal Rocha, diretor executivo da Tempo Livre, que tem sob a sua jurisdição o Multiusos de Guimarães, explica ao Duas Caras que Guimarães não pode tomar uma posição definitiva sobre a intenção em organizar o evento sem conhecer primeiro o caderno de encargos. Ou seja, “neste momento, estamos recetivos e caso seja esse o caminho queremos avaliar e equacionar poder receber” o Festival Eurovisão da Canção 2018.

“Manifestamos publicamente que deve ser aberto o concurso e Guimarães estará interessado em avaliar se tem condições ou não para concorrer”, vinca este responsável, para quem Portugal deve pautar-se pela mesma conduta que outros países organizadores tiveram com a abertura de concursos para diferentes cidades. O fundamental, pontua, é “aferir qual é que poderia ter condições para receber o evento”.

Salvador Sobral venceu o Festival Eurovisão da Canção com a música “Amar Pelos Dois” e, por isso, Portugal é o responsável por receber o próximo evento em 2018. Este domingo, Nuno Artur Silva, administrador da RTP, confirmou ao jornal on-line Observador que era “prematuro” avançar com detalhes e que a organização oficial do evento, que compete à União Europeia de Radiodifusão, pediu que o Festival se realizasse no Meo Arena, em Lisboa. Mas a escolha do local ainda não foi feita.

glorinha

Foto: Direitos Reservados