Médico do Hospital de Guimarães distinguido

O trabalho apresentado por Jorge Rodrigues, médico de Otorrinolaringologia do Hospital de Guimarães, na Reunião Anual da Associação Portuguesa de Otoneurologia, ocorrida em Montargil, no passado dia 20 de maio, foi vencedor do primeiro prémio por abordar um tema pouco conhecido na literatura.

Segundo Jorge Rodrigues, este trabalho permitiu “demonstrar que o ouvido interno também é atingido na Doença de Fabry, condicionando pior acuidade auditiva, pelo que estes doentes necessitam de um acompanhamento por parte de Otorrinolaringologia”.

glorinha

O seguimento dos doentes de Fabry em consulta de Otorrinolaringologia permitiu conhecer um pouco mais sobre o atingimento do ouvido interno por esta doença rara de sobrecarga lisossomal. Concretamente, verificou-se que os zumbidos e a perda auditiva são frequentes na Doença de Fabry e que estes doentes apresentam limiares auditivos piores do que a média da população geral, resultante do atingimento da cóclea.

O Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães, como Centro de Referência Nacional e Europeu em Doenças Lisossomais de Sobrecarga, acompanha muitos doentes com Doença de Fabry (doença rara) e tem contribuído para aumentar a compreensão da mesma.

foto:direitos reservados