Capivara Azul e Revolve sugerem: Sexta-feira em cheio no largo da Misericórdia

Tem tudo para ser muito intensa, a próxima sexta-feira, no largo da Misericórdia. Dois concertos prometedores a escassos metros de distância vão agitar esta praça no centro histórico de Guimarães. O folk do norte-americano Ryan Sambol abre a noite (22h00) e Scúru Fitchadú dá garantias de uma explosão de funaná aditivado em seguida (23h00).

As promotoras dos dois concertos decidiram articular os respectivos horários e, assim, o público pode assistir a ambos. Primeiro, no pátio da Misericórdia, Ryan Sambol encerra o semestre de programação do ciclo EGO, da Capivara Azul – Associação Cultural. Em seguida, na sede da associação Convívio, Scúru Fitchadú faz o último dos concertos deste ano no Indiesciplinas, que tem curadoria da Revolve.

Ryan Sambol
Ryan Sambol atua às 22h00

Voz e líder de uma das bandas mais marcantes do rock alternativo norte-americano do final da década passada, os The Strange Boys, Ryan Sambol estreia-se em Guimarães, num concerto a solo. Depois de um primeiro disco “Now Ritual” (2012), Sambol lançou, no ano passado, dois EP’s, Put Upon e City Shadows, onde continua a explorar a sua voz marcante e o som da melhor tradição do sul da América. Traz consigo as novas canções que farão parte do seu segunda-longa duração, “Rail Sing”, a ser editado no final deste ano.

33867837_10212056644593293_8812413859278094336_n.jpg
Scúru Fitchádu sobe ao palco às 23h00

Sette Sujidade traz as suas raízes Cabo-verdianas para o seu projecto Scúru Fitchádu, indo buscar a improvável sonoridade do funaná tradicional da ilha de Santiago, e combinando-o de modo acelerado e furioso com uma estética punk distorcida, ao qual lhe adiciona samples electrónicos abrasivos embrulhados numa produção lo-fi. Em palco tudo ganha uma nova dimensão, com actuações enérgicas e alucinantes a criarem uma atmosfera única. Regressa a Guimarães depois de um memorável concerto no festival Mucho Flow do ano passado.

No final do espetáculo de Scúru Fitchádu, a noite prolonga-se no café-concerto da Associação Convívio ao som das escolhas de DJ Lynce.

Os bilhetes para cada um dos concertos custam três euros e podem ser adquiridos nos próprios locais dos espetáculos.