Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media sugere: CLARABOIA – Feira de Coisas | Festival de Ideias

O CLARABOIA – Feira de Coisas | Festival de Ideias é organizado pelo Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media, estrutura cuja missão é, através da comunicação e da informação, promover a inclusão social, contribuindo para uma sociedade assente na diversidade e equidade.

No próximo sábado as instalações do Grupo Recreativo 20 Arautos de D. Afonso Henriques, na Rua Gravador Molarinho, serão a casa das coisas e das ideias, de um evento que tem como objetivo dar a conhecer o trabalho do Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media, bem como promover e alicerçar parcerias com a rede local de Guimarães, mas que conta com instituições e intervenientes de várias latitudes.

A Feira de coisas | Festival de ideias vai decorrer entre as 11 e as 17 horas mesmo no ‘coração’ de Guimarães, cidade Património Cultural da Humanidade desde 2001 e são diversas as vertentes do CLARABOIA que ao longo do dia se desdobra em várias “Conversas Informais”. A ideia é criar um ambiente de discussão informal dinamizado por pessoas que integram projetos, associações e/ou movimentos de várias áreas, somando-se quem a título individual quiser partilhar o seu testemunho. As intervenções do público são bem-vindas num espaço de debate descontraído.

00_00_cartaz

Sábado, 8 de setembro
Rua Gravador Molarinho [Grupo Recreativo 20 Arautos de D. Afonso Henriques]
Entrada gratuita
11-17h

E todos estão convidados a visitar o Cantinho do Voluntariado, espaço para as organizações locais promoverem as suas ações de voluntariado e darem a conhecer os seus projetos… Espaço para estabelecer parcerias e mostrar o trabalho que é realizado tantas vezes de forma anónima e nos bastidores, mas que ajuda a salvar vidas, inverter caminhos, criar laços, empoderar cidadãos, transformar realidades, pessoas, culturas, vivências…

Já o ‘workshop’ gratuito “Mãos na Massa” decorre das 12 às 13 horas. Iniciativa dedicada a quem queira aprender a fazer peças decorativas reutilizando materiais que iriam certamente parar ao lixo.

Conversas Informais | Painéis confirmados
. Voluntariar – sim ou não? Sessão sobre voluntariado e trabalho social com Ana Moreno, coordenadora do Banco Local de Voluntariado de Guimarães, entre outros intervenientes
11 – 12h
Qual é a linha que separa o voluntariado de trabalho gratuito? Que oportunidades locais de voluntariado existem? E oportunidades internacionais? – Estas e outras questões estarão em debate num ambiente informal e descontraído com oportunidade para dissipar todas as dúvidas e partilhar eventuais receios…

. Guimarães Verde? Sessão sobre as questões ambientais com a AVE – Associação Vimaranense de Ecologia, Green Harmony, Inspira! – Intervenção Juvenil e Ambiental, Vitrus Ambiente, EM SA., entre outros.
12 – 13h
Conheça por exemplo Renato Gil, ecólogo flaviense que se tem dedicado a juntar a ecologia, educação não formal e o voluntariado, um inspirador que fundou a Inspira e partilhará os projetos realizados, nomeadamente o sucesso “Milícias de Intervenção Ambiental”. E converse também com Daniel Pinto, administrador executivo da VITRUS Ambiente, EM, S.A.
Painel com moderação de Lara Castro que recentemente voltou da Suíça onde representou o Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media durante uma semana numa formação sobre mediação e gestão de grupos.

. Desigualdade de género. Sessão sobre questões de género e igualdade de oportunidades com Luísa Oliveira da Desincoop, organização sem fins lucrativos que quer promover o desenvolvimento social, económico e cultural da região onde se insere, bem como Projeto TABU, entre outros.
15 – 16h
Qual é a ligação entre a cultura e a desigualdade de género? Quais são as realidades em que se verifica maior expressividade da desigualdade de género? Será que existe igualdade de oportunidades? Estas e outras questões estarão sobre a mesa…

. Sabemos receber? Sessão sobre as questões culturais e sociais de Guimarães, na qual se pretende responder a perguntas como qual a diferença entre expatriado, emigrante e refugiado? Ou Guimarães é uma cidade intercultural? O que é o choque cultural?
16 – 17h
Com Reza Firouz, investigador, engenheiro de estruturas e ex-instrutor universitário iraniano que está em Guimarães desde 2017 a trabalhar na Universidade do Minho. E com João Sousa e Tiago Brito da Erasmus Student Network (ESN) Minho, uma associação de estudantes voluntários que se dispõe a ajudar estudantes internacionais no seu período de ERASMUS.

Organizações confirmadas
. Banco Local de Voluntariado
. VITRUS AMBIENTE, EM, SA
. Erasmus Student Network da Universidade do Minho
. Inspira – Intervenção Juvenil e Ambiental (Chaves)
. AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia
. Desincoop – Desenvolvimento Económico, Social e Cultural Crl
. Casa da Juventude de Guimarães
. Green Harmony
. Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media
. Grupo Recreativo 20 arautos de D. Afonso Henriques
Mais sobre Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media
Organização portuguesa fundada em 2015, sedeada em Guimarães e inscrita no Registo Municipal das Instituições de Solidariedade Social de Guimarães (RMISG). Está oficialmente registado no Instituto Nacional de Reabilitação, I.P. (INR) enquanto Organização Não Governamental das Pessoas com Deficiência de âmbito Local, por despacho de 14 de dezembro de 2016 e, indo ao encontro da sua missão – acredita no poder da informação e da educação para combater os preconceitos e a consequente discriminação – esta entidade, além de produzir conteúdos jornalísticos na área da deficiência e da inclusão, também desenvolve outros projetos de organização de eventos, de informação, de formação e de assessoria de comunicação no sentido de contribuir para um mundo de inclusão, equidade e diversidade. Sendo a comunicação imprescindível neste caminho de TODOS e para TODOS, compreendemos a influência que as organizações poderão ter nas mudanças necessárias à construção de uma sociedade mais inclusiva e queremos sempre que possível trabalhar em rede.