Guimarães, Cidade Natal

comercio de gmr

O Natal este ano está diferente em Guimarães.

No passado sábado foi inaugurado o Mercado de Natal “Aqui Nasce o Natal” na Alameda de São Dâmaso. Uma primeira experiência com associações, privados e particulares a proporcionarem uma experiência nova nas ruas da Cidade. Ladeados de luz, de animação itinerante e de espetáculos no coreto. Sempre com um olhar especial pelos mais jovens.

Até ao final desta semana ligam-se ainda as músicas de natal e a árvore do Toural que terá espetáculos de luz e som de forma diária.

Até ao final do mês a sensação será sempre de crescendo. O fim-de-semana seguinte fica marcado pelas comemorações da inscrição do Centro Histórico de Guimarães na Lista de Património da Humanidade da UNESCO. Não apenas o património material será comemorado com exposições e atividades para os mais jovens, como o imaterial será celebrado com concertos do Quarteto de Cordas de Guimarães e o lançamento do primeiro disco do Pedro Emanuel Pereira, pianista de primeira linha nacional e com uma carreira internacional brilhante à sua frente. Património imaterial da cidade.

No dia seguinte arrancam os tradicionais concertos de natal nas igrejas, com momentos para todos os gostos, dos metais ao gospel, da música contemporânea tocada em órgão ao barroco.

Este ano também a Passagem de Ano será diferente e ao habitual programa da Oliveira e Santiago, com Videomapping, DJ’s e VJ’s, junta-se um novo palco na Plataforma das Artes com Galgo, Throes + the Shine e Xinobi.

O bolo só fica completo com a cereja no topo: será dia 1 de janeiro com o Concerto de Ano Novo pela Orquestra de Guimarães com a participação de Elisabete Matos.

Tudo isto, sem esquecer o território, com apoio às iluminações de Pevidém e Taipas, onde a tradição, os centros urbanos e a participação do coletivo se distinguem, com concertos na Igreja de Serzedelo ou os espetáculos adequados ao programa no Excentricidade, em 9 freguesias e vilas.

Este não é um conjunto de concertos, exposições, atividades e espetáculos. É um programa de promoção do território e de celebração de uma época que remete para as nossas raízes. O fator mais distintivo que Guimarães ostenta é o do Berço da Nação. A origem, o nascimento.

Celebrar o nosso património, a nossa história, a nossa tradição, acrescentando-lhe camadas de contemporaneidade nesta época é juntar os dois conceitos do nascimento que se cruzam. É assim a “Guimarães, Cidade Natal”.

Paulo Lopes Silva, 30 anos, é Adjunto para a Cultura da Vice-Presidente da Câmara de Guimarães. Líder parlamentar da bancada do Partido Socialista na Assembleia Municipal de Guimarães, de que é membro desde 2009, ano em que foi candidato a presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião. Licenciado em Engenharia Informática e Mestre em Engenharia de Sistemas pela Universidade do Minho. Foi Diretor Nacional de Organização do Partido Socialista entre 2011 e 2014.