Bom ano para todos!

2019 chegou, e com ele os desejos de uma vida nova e a realização de todos os projectos. Um emprego melhor com o devido acompanhamento financeiro, o desejo que tudo o que ficou por fazer encontre no novo ano condições para se realizar.

As habituais promessas de ida ao ginásio, até por causa dos excessos cometidos nas épocas festivas que por agora terminaram e que trouxeram consigo uns quilinhos a mais, mas que nem sempre conseguimos cumprir. O regresso às rotinas mostra como estamos enganados e tudo continua na mesma, porque não fomos determinados o suficiente para agarrar as rédeas de um rumo novo, que faria acreditar que comandamos de facto o nosso destino.

De facto nem sempre é assim, e somos obrigados a rendermo-nos às nossas fraquezas, ainda que nos tentemos convencer que o mal está em nós e não naquilo que nos rodeia.

Mas sim o novo ano traz  muita coisa boa, o salário mínimo aumentou para uns extraordinários 600€, e a generalidade dos preços também, o que bem feitas as contas fica tudo na mesma, embora nós gostemos de pensar que não.

E assim se adia a ida ao ginásio.

Mas haverá com certeza muitas coisas que nos farão esquecer todos os maus momentos com os quais nos iremos deparar, não faltarão formas para aliviar o stress e relaxar, basta que nos deixemos abraçar pela qualidade da programação televisiva, pelo menos nos canais abertos, que a julgar pelo que tem sido apresentado será a continuação do mesmo mas para pior, entretenimento pobre e sem cultura, com Cristina e a sua casa, com contratos de fazer corar quem recebe salário mínimo.

Podemos sempre recorrer à televisão por cabo ou por satélite, como quiserem, mas nem todos têm essa opção, porque com 600€ há que fazer escolhas!

E a vida vai andando sem grandes preocupações porque afinal não há nada que possamos fazer.

Mas há: queiramos todos reflectir no estado do país, nas conquistas feitas com muito esforço e luta, que embora com muito significado para as camadas mais desfavorecidas, não chegam para uma mudança que se quer maior ao nível dos rendimentos, do acesso à saúde e à justiça, trabalho mais digno, maior igualdade entre homens e mulheres, menos violência, enfim , em todos os aspectos da vida.

Este ano trará mais desafios, mais trabalho, mais luta, mas vai valer a pena. É necessário que cada um de nós perceba o caminho que deseja para a sua própria vida e assim será fácil perceber o caminho que quer para o país.

Eu sei bem aquilo que quero, um país com políticas mais à esquerda, logo mais justo com uma melhor distribuição da riqueza produzida, mais democrático e mais tolerante.

Estamos em ano de eleições, e é preciso agarrar de verdade a oportunidade de fazer a diferença, com quem sempre esteve e estará ao lado dos portugueses.

Bom ano para todos!

Sónia Cristina Patrocínio Gonçalo Ribeiro, 43 anos, é coordenadora da concelhia de Guimarães do Bloco de Esquerda, membro da distrital do BE e presidente do CESMINHO- Sindicato do Comércio Escritórios e Serviços do Minho.