Futebol Distrital: Amigos de Urgeses à beira da Pró-Nacional

A equipa vimaranense acompanha o Pevidém na subida ao primeiro campeonato distrital se vencer o último jogo da Série B da Divisão de Honra, com o Airão. A formação de Urgezes venceu o Santiago Mascotelos por 1-0, com um golo de Chico Miranda, no domingo passado, em jogo da 29.ª jornada, e comanda a luta pelo segundo lugar, com 52 pontos, à frente do S. Paio, com a mesma pontuação, do Bairro, com 51, e do Antime, com 50.

Depois de três pontos num “jogo dificílimo” em S. Tiago de Candoso, com “ambas as equipas” a revelarem “entrega total”, o treinador Armando Jorge Lopes antecipou o jogo decisivo, ao dizer que os dérbis são jogos “normalmente difíceis” e que a equipa “tem que entrar com tudo” para a “última batalha”.

“É uma oportunidade que nunca tinha acontecido no historial do clube, por isso queremos fazer história e estamos todos imbuídos nesse espírito e não nos passa pela cabeça outra situação que não seja a vitória e a consequente subida ao Pró-Nacional”, afirmou ao Duas Caras. Pediu ainda que os “residentes na freguesia e arredores” estejam presentes.

Vida difícil para o Santiago Mascotelos

A derrota caseira no duelo com o Amigos de Urgeses deixou o Santiago a depender do resultado do Regadas para poder chegar à manutenção na última jornada, no terreno do Antime. Os vimaranenses estão na zona de despromoção, no 13.º posto, com 30 pontos, e para evitarem a queda para a 1.ª Divisão precisam de vencer e de que o Regadas, 12.º, com 32, não ganhe, em casa, ao Ruivanense.

O treinador Ivo Roque considerou que, no jogo com a Urgeses, a equipa criou “várias oportunidades de golo”, mas não conseguiu “tirar proveito”, porque o “nervosismo” e a “ansiedade” dificultaram o “último passe e a finalização”, e disse que, no último jogo, a equipa vai entrar “determinada a vencer”, para poder “esperar por um resultado menos positivo do regadas e assim assegurar a manutenção”.

O técnico não esclareceu se o futuro vai passar pelo Santiago Mascotelos. Disse apenas que vai “aguardar calmamente pelo final desta época” e depois “esperar que alguém valorize o trabalho” que tem “vindo a fazer nos últimos anos”. Armando Jorge também não confirmou o futuro na próxima época, mas disse que “brevemente, irá ficar definida a situação”.

Serzedelo mantém-se no campeonato maior

O Grupo Desportivo de Serzedelo vai disputar novamente a Pró-Nacional na temporada que se segue, depois de ter garantido a manutenção com uma vitória, em casa, no dérbi com o Taipas, por 1-0, resultado definido com golo de Vitinha, na segunda parte. Com 33 das 34 jornadas realizadas, a equipa de Jorge Batista chegou aos 37 pontos, no 13.º lugar, e deixou o Amares, a primeira equipa em zona de descida (15.º), a seis pontos.

Texto: Paulo Jorge Lemos