Curiosidade do Campeonato 2016/2017

O Vitória marcou 50 golos, ficando em 5º. lugar na classificação de melhor ataque, os golos foram obtidos: 21 nas primeiras partes e 29 nas segundas partes. Marcamos 27 golos em casa e 23 fora. O Vitória precisou de 61,7 minutos para marcar golo.

Os 50 golos marcados foram de autoria de 10 jogadores, sendo um, autogolo. Os principais marcadores foram: Marega 13 golos (2 de penalti, 9 de bola corrida e 2 de bola parada); Hernâni 8 golos (7 de bola corrida e 1 de bola parada); Soares 7 golos (2 de penalti, 2 de bola corrida e 3 de bola parada); Hurtado 6 golos (3 de bola corrida e 3 de bola parada); Teixeira 5 golos (4 de bola corrida e 1 de bola parada) e Raphinha 4 golos (todos de bola corrida). Estes 6 jogadores marcaram 43 golos o que representa 86%, sabendo que Soares já não é jogador do Vitória, não há certezas quanto a Marega, Hernâni e Hurtado (emprestados) o que irá obrigar a SAD do nosso clube a pensar seriamente neste assunto.

O Vitória sofreu 39 golos, ficando em 7º. lugar na classificação da melhor defesa, os golos foram sofridos: 16 nas primeiras partes e 23 nas segundas partes. Sofremos 20 golos em casa e 19 fora. O Vitória sofria os golos a cada 78,46 minutos.

Destes golos sofridos 3 foram de penalti.

Clube Contra A favor Diferença
Arouca 3 1 -2
Belenenses 5 3 -2
Benfica 1 7 6
Boavista 5 5 0
Braga 4 3 0
Chaves 4 1 -3
Estoril 4 5 1
Feirense 3 6 3
Marítimo 1 2 1
Moreirense 2 1 -1
Nacional 4 3 -1
Paços de Ferreira 9 3 -6
Porto 2 7 5
Rio Ave 1 2 1
Setúbal 6 2 -4
Sporting 4 9 5
Tondela 7 3 -4
Vitória 3 4 1

Como sempre aqueles que têm melhor saldo são o Benfica (6), o Porto e o Sporting, ambos com 5.

No que diz respeito aos pontos conquistados (62 pontos) o Vitória teve melhor desempenho fora de portas, tendo obtido 33 pontos, fruto de 8 vitórias, 5 empates e 4 derrotas, contra 29 caseiros, fruto de 10 vitórias, 3 empates e 4 derrotas.
Em termos disciplinares, os nossos jogadores foram admoestados com 76 cartões amarelos, dois duplos amarelos e 2 vermelhos diretos. Os jogadores que tiveram mais cartões amarelos foram: Bruno Gaspar com 8, João Aurélio e Bernard com 7, Raphinha com 6, Rúben Ferreira, Marega, Hurtado e Josué com 5. Os duplos amarelos foram para Ruben ferreira e Rafael Miranda e os vermelhos diretos foram para o Tozé e Marega.
Dado que acabou a época, a minha colaboração passará a ser com outra regularidade. Vou tentar investigar “coisas” interessantes sobre o nosso Vitória.

Secundino Rodrigues, 63 anos, é reformado da profissão de empregado administrativo. Sócio do Vitória com o número 1.104, gosta de verter a sua paixão pelos números na análise dos resultados do seu clube. Escreve à quarta-feira.