Membro da lista do PS fundou empresa cinco dias antes de ser anunciado como autor de estudo sobre estacionamento

O número cinco da lista do PS à Câmara Municipal, Seara de Sá, constituiu a empresa que fez o estudo sobre estacionamento na área urbana central de Guimarães cinco dias antes desta iniciativa ser divulgada pelo presidente da Câmara, em janeiro deste ano. O documento que resultou da análise do arquiteto foi publicado no passado dia 22 de junho e teve um custo, pago por ajuste direto, de 19.750 euros.

gemeas

A 23 de janeiro deste ano, Domingos Bragança anunciou que encomendaria a Seara de Sá, “um urbanista que conhece a cidade”, um estudo sobre o estacionamento na área central de Guimarães. No dia 17 de janeiro, cinco dias antes, Fernando Seara de Sá e Marlene Assunção Sousa fundaram a SAM Arquitetos, empresa responsável pela elaboração do estudo. A publicação do ajuste direto pelo trabalho realizado foi feita a 05 de junho deste ano, pelo valor de 19.750 euros. O estudo foi divulgado a 22 de junho no site da Câmara de Guimarães.

seara
Domingos Bragança diz tratar-se de uma “questão pessoal de ganhar a vida de cada um”

Sobre Seara de Sá, Domingos Bragança diz que “é um técnico urbanista muito reputado”, “de uma grande integridade e que reúne todas as condições para ser vereador”. Esclareceu ainda que a criação da empresa cinco dias antes do anúncio público do estudo “é uma questão pessoal de ganhar a vida de cada um, enquanto particular, enquanto está na vida profissional e não abraçou a vida pública”. “O senhor arquiteto Seara de Sá – vamos trabalhar para isso e merecer essa condição – só passará a ser eleito e vereador a partir de 01 de outubro e só aí assumirá a exclusividade, se foi caso disso, das suas funções publicas. Até aí teve que ganhar a vida”, sublinha o atual presidente de Câmara e candidato socialista.

Disse ainda que o integrante da lista socialista “foi sócio do gabinete Pitágoras durante 20 ou mais anos”, “depois formou uma pequena empresa de prestação de serviços e depois serviu os clientes que lhe apareceram e [para quem] ele entendeu fazer trabalhos”. Recorde-se que o gabinete Pitágoras está associado a várias obras no concelho, como a Plataforma das Artes e Criatividade, Multiusos de Guimarães e Academia de Ginástica, e é também responsável pelo projeto do Parque de Estacionamento de Camões, que Seara de Sá valida no estudo apresentado a 22 de junho: “A resposta de proximidade dada pelo Parque de Estacionamento de Camões é essencial para a consolidação e manutenção da população residente na sua área de influência que inclui naturalmente as áreas próximas mas também algumas daquelas que fazem parte da antiga área intra-muralhas”, lê-se no documento.

Domingos Bragança afasta qualquer conflito de interesses entre o facto de a pessoa que fez o estudo sobre o estacionamento em Guimarães ser um dos autores do projeto do Parque Camões: “Isso ainda reforça a minha escolha, significa que é um especialista que tem trabalhado para Guimarães” e que “esteve envolvido nas principais obras de Guimarães”.

Amadeu Portilha e José Bastos saem a bem

Na reunião concelhia do PS de quinta-feira à noite, Domingos Bragança, que lidera a candidatura dos socialistas à Câmara de Guimarães, anunciou os nomes que compõem a lista para as eleições do próximo dia 01 de outubro. Adelina Paula Pinto, atual vereadora da Educação, é a número dois da lista, seguindo-se Ricardo Costa, que está com a pasta do Desenvolvimento Económico, e Paula Oliveira, atual responsável pela Ação Social. Os novos nomes são de Seara de Sá, Sofia Ferreira, Nélson Felgueiras e Flávio Romeu. A Comissão Política Concelhia do PS de Guimarães aprovou por unanimidade e aclamação a lista apresentada.

portilha.jpg
Amadeu Portilha diz ter terminado vida política

Afastando qualquer cenário de rutura, Domingos Bragança afirma contar com os dois vereadores para trabalhos futuros: “os senhores vereadores fizeram um trabalho excepcional, dedicaram-se com total exclusividade e dedicação. Queriam encetar novos caminhos para o futuro, eu compreendi e aceitei, está tudo bem”, afirmou o cabeça de lista. Inclusive, na reunião concelhia, Amadeu Portilha e José Bastos receberam um voto de louvor pelo trabalho prestado.

Numa publicação na sua página pessoal no Facebook, Amadeu Portilha escreveu: “Depois de um processo de reflexão que me impus a mim próprio, concluí que já não consigo dispor mais da força e da energia que são necessárias para assumir a responsabilidade inerente às funções que tenho assumido na Câmara Municipal”. Agradecendo aos colegas de vereação e de oposição, assim como aos dois presidentes com os quais trabalhou, António Magalhães e Domingos Bragança, o atual número dois do executivo anunciou que “era chegada a hora de terminar este ciclo da [sua] vida”. “O meu tempo na política chegou ao fim”, escreveu, concluindo assim 21 anos de trabalho na Câmara de Guimarães.

bastos.jpg
José Bastos deverá regressar à cooperativa Oficina, da qual é quadro

Já José Bastos, no final da conferência de imprensa realizada esta sexta-feira sobre as Gualterianas, disse que é quadro da cooperativa Oficina e que regressará ao seu posto de trabalho a 02 de outubro, “se as partes assim o entenderem”. Descarta qualquer incompatibilidade com o atual presidente Domingos Bragança, a quem deixou elogios. Sublinhou, no entanto, que nem sempre estiveram de acordo e souberam sanar as diferenças ao longo de um mandato com alguns “dossiers difíceis”. O ainda vereador da Cultura destacou a lei 50/2012 como a principal dificuldade dos últimos quatro anos.

gil-doce

Texto: Catarina Castro Abreu
Fotos: Direitos Reservados