27 coisas que eu pensei durante o Vitória SC x GD Chaves

A Liga NOS está de volta, os jogos do Vitória estão de volta. Na quinta foi dia de voltar a casa. O primeiro jogo do campeonato foi uma autêntica montanha russa de emoções e eu não resisto a partilhar alguns dos meus pensamentos no decorrer do jogo.

Aviso: a minha mente é um lugar estranho.

  1. Chegámos. A espera foi demasiado longa. O nosso estádio é mesmo lindo, não é? É tão bom estar em casa… Se calhar devíamos parar com esta coisa de férias para os jogadores de futebol… podemos ter um campeonato sem pausas? Eles se calhar não iam achar muito engraçado, mas eu ia gostar…
  2. Eu não vou entrar no estádio com esta camisola. Ela trouxe demasiado azar no ano passado, mas também não podia trazer a da Taça. Ela é sagrada. Se lhe acontece alguma coisa dá-me uma coisinha má… Vamos à loja.
  3. Os novos equipamentos são demasiado justos, têm mil e uma vezes Macron (porque é que eles sentem a necessidade de deixar a sua marca em todos os cantos da camisola? Eles ainda me deviam pagar para lhes fazer publicidade. Não devia de ter de ser eu a pagar uma fortuna para usar a camisola). Eu quero apaixonar-me por um deles, quero mesmo, mas não está fácil… Vou esperar que venha o terceiro equipamento. Eu apaixono-me sempre pelo terceiro equipamento… Olha, pólos… Só têm Macron uma vez? Win… Pólo parece uma ideia engraçada. Eu sempre fui aos jogos com equipamentos oficiais, mas esta talvez seja uma boa opção… Pólo. É mesmo isto. Declaro oficialmente 2017/18 a época do pólo.
  4. Vamos lá entrar. Eu espero que a nossa porta esteja aberta. Ela tem de estar aberta. Eu sei que no último jogo nos fecharam literalmente a porta na cara, mas era um jogo amigável… Hoje é diferente. Estão filas enormes. Eu quero entrar na minha porta…
  5. Obrigadinha Vitória! Adoro dar-te mais dinheiro para ver o único privilégio da minha cadeira negado (considerando que qualquer pessoa se senta na Tribuna Nascente sem ter cadeira lá)! Bora lá para a fila da porta 11 enquanto já podia estar no meu lindo lugar.
  6. É tão bom estar finalmente em casa! Eu tenho realmente o melhor lugar no estádio. É perfeito. Vamos lá Vitória. Esta época não vai ser mais um “ano zero”. Temos de dar o salto e mostrar ao mundo que não ganhamos só nas bancadas. Isto de ganhar nas bancadas é giro e tal, mas eu gostava mesmo de te ver campeão um dia… É assim tão absurdo sonhar com isso?
  7. Aquele é o Pedro Henrique? Afinal recuperou a tempo (Yey). A defesa hoje vai estar bem melhor. Erros ridículos da semana passada bye bye. Hoje o Vitória vai estar à altura dos seus adeptos.
  8. Que voz é esta? O quê que se está a passar? Onde está o Ismael? Não Vitória, não… Primeiro fechas-me a porta e agora mudas o speaker? NÃÃÃÃO. Eu já mudei de camisola e o risco do cabelo. Não há espaço para mais mudanças. A voz do Ismael é tão “casa” como a minha cadeira. Todas as minhas memórias do Vitória são narradas pela sua voz. Não, não não. Não gosto disto…
  9. Isto é mesmo lindo! Será que algum dia eu vou estar neste estádio a cantar o “Sou Vitória” sem que as lágrimas comecem a inundar os meus olhos (usar lápis nos olhos foi um erro, não foi? Isto não vai correr bem). A sério, esta gente merece que este clube seja campeão nacional um dia. O Toural ia abaixo. A cidade não ia dormir durante uma semana. Será que o meu coração aguenta? Olhem para isto… olhem para esta gente de cachecol elevado a cantar em plenos pulmões com todo o sentimento do mundo. O quê que eu fiz de tão bom nesta (ou noutra) vida para poder ser parte integrante de algo assim tão especial?
  10. Bora lá. Vamos lá começar isto. Vamos transformar o D. Afonso Henriques no nosso Castelo e defendê-lo até à morte. Façam o máximo que puderem fora de casa, mas aqui, na nossa casa, ninguém pode ganhar. Aqui tem de ser o nosso porto seguro, a nossa fortaleza.
  11. Onde é que os jogadores do Vitória estão a ir? Oh, que bonito. Um conquistador nunca morre, apenas muda de bancada. Isto é mesmo bonito. É isto que nos torna muito mais do que um clube. Nós somos uma FAMÍLIA.
  12. Ok, agora é que é. Que a bola comece a rolar! Ela já rola… Olha a bola… Olha pessoas a entrarem. Isto hoje vai ser casa cheia. O estádio está a ficar composto. Olha mais pessoas a entrarem. Se calhar já se sentavam. Sim, é mesmo giro ver o jogo com vocês aí parados a decidirem onde se vão sentar. Se calhar devíamos fazer como no teatro em que a partir de determinada altura as pessoas são impedidas de entrarem na sala (se calhar não devia dizer isto; quase de certeza que vou entrar a meio de pelo menos um dos jogos da Liga Europa…). Vá lá que não está a acontecer nada de interessante em campo (por favor não sejas uma época chata, eu não quero mais uma época chata. Por favor).
  13. Veio imensa gente de Chaves. Eles são o Vitória de Trás-os-Montes (se calhar eles não deviam achar isto engraçado se o ouvissem, mas é uma expressão com muito amor). É tão bom ver uma cidade/região a apoiar em peso o clube da sua terra. Nunca vou perceber porque é que alguém apoia outro clube que não o da sua terra. Orgulho bairrista. Força Chaves (ok, só depois de hoje. Hoje não podem vencer, mas depois desejo-vos a maior sorte do mundo).
  14. O Luís Castro consegue estar mais calmo do que o Pedro Martins. Se algum dia o Pedro Martins se for embora (só na minha cabeça é que ele vai ser tipo o Wenger e ficar aqui para a eternidade, não é?), o Luís Castro é a única opção de substituição que aceito.
  15. O que é que se passa comigo? O Vitória está a jogar há 15 minutos e eu ainda não consegui entrar no jogo… Andava a contar os dias para voltar a casa e agora não me sinto em casa… Se calhar não devia ter vestido uma camisola que acabei de comprar… Quantas pessoas terão experimentado isto antes de mim? Definitivamente não foi uma boa ideia, mas ela é bonita… Concentra-te: o Vitória está a jogar! VITÓRIAAAAAAAAAA!
  16. GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLO. Zungu. O miúdo que acaba com as maldições. Pode ser que acabe com a onda de não vitórias também. Espera aí. Estamos no minuto 23? Da última vez que o Vitória marcou um golo no minuto 23 nós ganhamos a Taça de Portugal (Uhuhuhuh). Festa no Toural! Aqui vamos nós outra vez! Esta época vai ser incrível.
  17. Hurtado, eu passei um mês a pedir prova de vida da tua pessoa. Eu sei que estás cá, mas podias dar um bocado do ar da tua graça… Um golo seria mesmo giro. Eu sei, eles não querem nada contigo, mas tenta, vá lá… GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLO. HE IS ALIVE! Agora vamos para a goleada. Isto é Vitória! Estamos vivos! Afinal isto pode correr bem. Porquê que reclamamos tanto? Estamos a apostar na formação, não temos emprestados e estamos a marcar golos. Vamos lá Vitória. Esta paixão vai tornar-te um dia campeão!
  18. Isto do vídeo-árbitro não vai servir para nada, pois não? Se calhar a ideia de que podemos ser campeões é um bocado maluca… Esta gente nunca deixaria… Vamos lá Vitória, contra tudo e contra todos.
  19. Raphinhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! Vamos ter uma noite de goleada? Eu gosto disto. Já tinha saudades de berrar golos do Vitória! Onde está a musiquinha do Lalalalala?
  20. OOOOOOOOOOOOOnnnnnnnnnnnDDDDDDDDDDDDDDDaaaaaa. Isto é sempre divertido de se fazer. Podemos fazê-lo em todos os jogos? Era sinal de que os vencíamos todos (Yey). Espera aí: o pessoal de Chaves está a continuar a onda? Isto é LIIIIIIINDO!
  21. Foi golo do Chaves? O senhor das bolas de Berlim estava a passar à minha frente. Como assim, foi golo? Isto estava a correr demasiado bem… Ok, foi só um golo. O Chaves está a ser um bom adversário e já merecia um golo. Eu preferia sair daqui sem sofrer golos, mas ainda estamos a ganhar 3-1. Está tudo controlado.
  22. O que é que se está a passar? (Inserir palavrões que não deviam ser pronunciados) Está aí alguém? DEFEEEEEEEESA (isto não é do futebol, modalidade errada, mas precisamos da defesa atenta). Como é que isto está a acontecer? Temos de segurar o resultado. Estou a ter um Déjà-vu… Não aconteceu a mesma coisa em Chaves quando lá fomos jogar em Abril?
  23. Aquela pessoa a atirar a garrafa de água contra o banco é o Pedro Martins? Pessoal, segurem o resultado ou amanhã o mister entra em modo Sérgio Conceição e põe-vos a correr até à Penha às 6h da manhã.
  24. Podemos acabar o jogo já? Isto não está a ser bonito. Nada bonito… O D. Afonso Henriques tem de ser o nosso Castelo. Não podemos perder pontos aqui. Isto estava a ser tão divertido. O quê que se está a passar? Nós já perdemos demasiados anos de vida na época passada… Esta vai ser ainda mais complicada, não vai? Acaba lá o jogo…
  25. ACABOU! 3 pontos conquistados. Primeira luta vencida. A guerra vai ser longa…
  26. Ei? Onde é que vocês vão? Não se acaba um jogo sem vicking clap. Este é o momento em que nos tornámos num só. Oiçam o chamamento e tornem-se parte deste momento que é tão nosso, tão Vitória. Clap, clap, clap. Somos Vitória mesmo depois de morrer.
  27. Soma e segue! Como vamos para o Estoril?
Sandra Fernandes, 27 anos, é orgulhosamente vimaranense, Vitoriana e Potterhead. É licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho, Mestre em Gestão Desportiva pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto e Especialista em Organização de Eventos e Protocolo Desportivo pela Universidad Camilo José Cela. O coração costuma falar mais alto do que a razão quando se trata do Vitória, mas vai tentar partilhar o que lhe vai na alma à segunda-feira.