Guimarães tem pela primeira vez vereação 6-5. CDU perde vereador

Domingos Bragança teve quase mais oito mil votos em relação a 2013, alcançando 51,52% dos votos (47,61% em 2013) . Elegeu seis vereadores, enquanto a Coligação Juntos por Guimarães, que viu a sua votação reforçada em mais de cinco mil eleitores, contará com cinco vereadores na oposição. Pela primeira vez, em 43 anos de eleições autárquicas, a CDU não elege qualquer vereador e segue a tendência nacional de perda autárquica.

O PS teve 49.529 votos, o que corresponde a 51,52 % dos votos (teve 41.683 votos e 47,61% em 2013) e a Coligação Juntos por Guimarães (PPD/PSD, CDS-PP, MPT, PPM, PPV/CDC) teve 36.452 votos, o que corresponde a 37,91% dos votos (teve 31.174 votos e 35,61% em 2013). A CDU teve 4.997 votos, o que corresponde a 5,20% dos votos (teve 7.285 votos e 8,32% em 2013), o Bloco de Esquerda teve 2.320 votos, o que corresponde a 2,41% dos votos (teve 1.788 votos e 2,04% em 2013).

Conheça as caras do novo executivo camarário:

Domingos Bragança, presidente de Câmara

Domingos Bragança

Tem no ambiente a sua grande bandeira e a candidatura a Capital Verde Europeia 2020 já está entregue. Licenciado em Economia pela Universidade de Coimbra, e presidente da Câmara Municipal de Guimarães no ano de 2013-2017, integrou anteriores executivos de António Magalhães. Com a saída de Amadeu Portilha da vereação, deverá assumir a intervenção da Câmara na estrutura de missão da CVE.

Adelina Paula Pinto, Recursos Humanos, Educação e Cultura

Adelina Pinto

José Bastos deixa a vereação e a Cultura deverá voltar a ser agregada à Educação. A número dois do executivo socialista. É licenciada em História pela Universidade do Porto e foi Coordenadora Interconcelhia da Rede de Bibliotecas Escolares desde 2009, apoiando os seguintes concelhos: Guimarães, Vizela, Fafe, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Mondim de Basto e Ribeira de Pena.

Ricardo Costa, Desenvolvimento Económico e Finanças

Ricardo Costa

É o percursor do programa Guimarães Marca e tem responsabilidades de direção nas Taipas Turitermas, está no Conselho Fiscal do CARTe é Presidente do Centro Social Padre Manuel Joaquim Sousa – IPSS. Licenciou-se em Filosofia e Desenvolvimento de Empresas pela Universidade Católica. Foi gerente no Banco BPI e exerceu funções no Banco Português de Negócios, Banco Internacional de Crédito e Banco Espírito Santo, depois de ter ingressado no Millenium BCP com 20 anos.

Paula Oliveira, Ação Social

1Paula Oliveira

Da vereação 2013-2017, é o quarto nome que se mantém, desta feita, à frente da ação social. É licenciada em Ciências Religiosas da Universidade Católica de Braga e foi Educadora de Infância no Centro Social e Paroquial de S. Martinho de Candoso e docente no Agrupamento de Escolas Egas Moniz e na Escola da Ponte em Vila das Aves. Foi Adjunta do Presidente da Câmara Municipal de Guimarães para a área Social e Diretora Executiva da Fraterna, entre 2009 e 2013.

Seara de Sá, Urbanismo

seara.jpg

O número cinco da lista do PS à Câmara Municipal, Seara de Sá, é arquiteto e um dos fundadores do Grupo Pitágoras, gabinete responsável por obras como o Multiusos, a Plataforma das Artes ou a Academia de Ginástica. A entrada de Seara de Sá no executivo está envolvido em alguma polémica por ter constituído a empresa que fez o estudo sobre estacionamento na área urbana central de Guimarães cinco dias antes desta iniciativa ser divulgada pelo presidente da Câmara, em janeiro deste ano. Em junho deste ano, veio validar o mesmo estudo.

Sofia Ferreira, Turismo

Sofia Ferreira

Sofia Ferreira está no Turismo do Porto e Norte de Portugal, onde é responsável pelo Núcleo de Gestão de Produtos e Mercados. No mandato 2013-2017 foi deputada municipal pelo PS. É uma das caras novas deste executivo, que deve ficar com uma das pastas que estava entregue a José Bastos, o turismo.

OPOSIÇÃO

André Coelho Lima

ACL

André Guimarães Coelho Lima, advogado, licenciado em Direito pela Universidade Lusíada do Porto, enfrenta a segundo derrota consecutiva frente a Domingos Bragança. Apesar disso, por ter reforçado a votação na Coligação Juntos por Guimarães e ter conseguido aumentar o número de eleitos (de quatro para cinco), deverá continuar como vereador sem competências delegadas na vereação vimaranense.

Monteiro de Castro

MdC

Foi presidente da Comissão Política Concelhia do CDS de Guimarães, deputado da Assembleia Municipal de Guimarães e deputado da Assembleia da República – VI Legislatura. António Monteiro de Castro é um dos sócios da Projegui, uma empresa de arquitetura, engenharia civil e obras públicas sediada em Guimarães e que esteve envolvida na edificação de várias estruturas no concelho, como é o caso do Centro Cultural Vila Flor ou da Plataforma das Artes.

Helena Soeiro

Helena Soeiro

A número três da lista da Coligação Juntos por Guimarães esteve ausente do seu papel da oposição por força de uma baixa médica mas na última reunião de Câmara deste mandato, realizada a no passado dia 14 de setembro, reapareceu e frisou que estava de volta à dinâmica política. É professora e licenciada em Educação e Mestre em Educação Especial.

Bruno Fernandes

Bruno Fernandes

Atingiu a limitação de mandatos como presidente da Junta de São Torcato e apareceu como número quatro da lista da Coligação Juntos por Guimarães. Licenciado em Contabilidade e Administração de Empresas, durante o mandato 2013-2017 chefiou o Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso.

Ricardo Araújo

Ricardo Araujo

Tal como André Coelho Lima, Monteiro de Castro e Helena Soeiro, será um repetente como vereador da oposição. Desde 2014 que é presidente da Movijovem, Organismo Nacional responsável pela promoção da Mobilidade e Turismo Juvenil. Está ligado ao associativismo, tendo sido presidente do CAR.