Eleições do Vitória: Júlio Vieira de Castro disponível para recandidatura em três anos… ou menos

comercio de Guimaraes FA

 

O candidato da lista A perdeu as eleições para Júlio Mendes por uma diferença de 342 votos, e, além de ter catalogado o resultado como uma “vitória de Pirro” para o presidente reeleito e de ter enaltecido a participação dos sócios, disse estar disponível para se recandidatar daqui a três anos, ou até menos, ao duvidar da capacidade da direção reconduzida para cumprir o terceiro mandato até ao fim.

Por Tiago Mendes Dias

Acompanhado de toda a equipa candidata aos órgãos sociais, Júlio Vieira de Castro realçou, no discurso de rescaldo às eleições, que está preparado para ser novamente candidato à liderança do Vitória e que, para o ser, podem até nem ser precisos três anos, manifestando a dúvida de que Júlio Mendes e a restante direção vão atingir o fim do mandato.

“[Posso-me candidatar daqui a três anos] ou provavelmente, menos. Como diriam os romanos, esta foi uma vitória de Pirro, com tão pouca margem. Tendo em conta as competências da lista adversária, talvez eles caiam mais cedo, e talvez ocorra outro ato eleitoral proximamente. Estaremos cá para a luta”, afirmou o líder do movimento Novo Vitória.

Consciente de que o desfecho das eleições foi o equivalente a ‘morrer na praia’, Vieira de Castro frisou que as escolhas dos vitorianos mostraram que o projeto da sua lista tem “validade”, “honestidade”, e “integridade”, sendo uma “mais-valia” para o emblema preto e branco e que os sócios estão mais “exigentes” e “vigilantes”.

“Foi demonstrado pelos sócios que é essencial manter a vigilância. Os sócios deram-nos esse sinal, e corresponderemos”, frisou, elogiando os sócios por terem proporcionado “um momento histórico a nível nacional”, com o recorde de votação num pleito eleitoral do clube, e elevado “o nome do Vitória”.

Júlio Vieira de Castro referiu ainda que a sua lista, após ter “partido com uma enorme desvantagem”, conseguiu “dividir os vitorianos no bom sentido” e que, a partir de domingo, tanto ele, como o resto da sua equipa vão estar a apoiar o clube em cada momento.

“O Vitória é muito maior do que nós, é muito maior do que todos, e estaremos, como sempre estivemos, a apoiar o Vitória Sport Clube. Amanhã, estaremos a apoiar a nossa equipa B. segunda-feira, retornaremos aos nossos postos de trabalho, após três meses de campanha, de uma luta intensa”, destacou.

comercio de Guimaraes FA