Movimento Poético #3

Por César Elias

Esta noite

Esta noite acabou
Resta-me a chuva que cessou
E que escoa brilhante pela avenida que fugiste
Ainda te vejo sair quando fingia sonhar
Ainda cheira à tua pele na minha
Cheiro a forma de teu corpo que moldaste a meu lado
No lugar que deixaste, gelado
Toco-o e finjo sentir-te
E tu sorris porque me olhas
Só porque me olhas
Esta noite acabou
Mas eu vejo-te
E desejo-te
Tu que me usas, tu que me usaste
Que desfazes o pouco de homem que me resta.
Vai, parte, esconde-te de nós e regressa
Eu sei que voltarás
Voltas sempre
Assim como eu te espero
Que nem sempre
Apaixonado
Inocente

*rubrica cujo título é inspirado em António Gedeão