24 de Junho de 2019 um dia quase histórico

Duas caras banner copiar

24 de Junho é o Dia da Cidade, o dia em que se comemora a Batalha de S. Mamede e, nos últimos anos, para além das inaugurações é da aposição de medalhas honoríficas, iniciou-se o desporto com a meia maratona e com o passeio de bicicletas. 

Diz-se que para lhe dar um enquadramento histórico e com a intenção de se transformar esta data num dia de festa para todos (nada tendo a ver com o mau tempo no mês de Setembro), a Feira Afonsina passou a ter lugar nos dias que antecedem o feriado municipal. 

Em 2019 a novidade é que quase tínhamos uma Feira Afonsina espaçosa, com distintos espaços de animação, alimentação e encenação histórica que poderíamos encontrar entre o centro histórico até ao Monte Latito, aproveitando o Campo de São Mamede. Assim, acabariam as grandes multidões em ruas apertadas com os cenários  e os vendedores típicos destas festas a ocupar mais espaço. 

Quase tínhamos porque afinal o espaço para a festa diminuiu apesar de se dizer que os visitantes aumentaram e tudo se vai concentrar no Monte Latito. Aguardaremos para perceber como vai correr esta inovação que promete ter ainda mais novidades para quem visita a feira. 

Quase tínhamos um programa com mais inaugurações do que as que tiveram lugar em 2018, 10 inaugurações em 2 dias, porque as comemorações em 2019 vão do dia 20 de Junho até ao dia 30 de Junho. Contudo, são apenas 5 as inaugurações e nenhuma delas é do Parque de Camões, que quase que se inaugurava. Porém é ainda necessário avaliar o impacto que sua disponibilidade terá sobre a procura do estacionamento na envolvente, designadamente dos moradores, para depois se fazer a grande festa do corte da fita.  

E por fim quase que era entregue a medalha de honra da Cidade ao senhor Presidente da República, que vai andar no S. João de Braga e bem podia dar um “saltinho” a Guimarães para receber a referida medalha. Que bela ideia, pena é que se esqueceram que se trata do senhor Presidente da República que tem uma agenda preenchida e que não se vai deslocar pouco mais de 20km só porque o senhor presidente da Câmara Municipal decidiu anunciar a sua presença sem “aparentemente” lhe perguntar. 

Sem problema, que assim o dia 24 de Junho de 2020 já está muito adiantado, pelo menos a medalha de Honra da Cidade já foi a votos na Assembleia Municipal e dizem-nos que o senhor Presidente da República já apontou na agenda a presença em Guimarães para esse mesmo dia. 

E assim podemos concluir que o “posso, quero e mando” nem sempre corre bem.  

Mariana Silva, 36 anos, licenciada em Estudos Portugueses e Lusófonos, na Universidade do Minho. É eleita na Assembleia Municipal de Guimarães desde 2009, eleita na Assembleia da União de Freguesias Oliveira do Castelo, São Paio e São Sebastião desde 2013 e membro do Conselho Nacional do Partido Ecologista “Os Verdes”.
Por decisão pessoal, a autora do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.