HÁ MUITO AINDA PARA FAZER

Nos últimos quatro anos, em Guimarães, no Distrito e em Lisboa, na Assembleia da República, procurei exercer o mandato de Deputado na defesa dos interesses dos cidadãos que em mim confiaram.

De entre os diversos temas que acompanhei nesta legislatura destaco as propostas de que fui autor na área da Saúde com a defesa e conquista da reposição da isenção das taxas moderadoras para os dadores benévolos de sangue e da reposição da comparticipação pelo Serviços Nacional de Saúde dos Tratamentos Termais.

Na área do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social realço a proposta e a alteração ao regime de acesso ao Fundo de Garantia Salarial que garante maior proteção aos trabalhadores e a criação do novo Estatuto dos Cuidadores Informais que garante novos direitos a quem cuida por amor de quem mais precisa.

No exercício destas funções destaco ainda o trabalho que desenvolvi de intermediação entre Governo e Administração desconcentrada do Estado e as autarquias locais, o município de Guimarães em particular, as instituições de solidariedade social da região, as empresas e também cidadãos que me procuraram na expectativa de apoio na resolução dos problemas quotidianos.

Quatro anos volvidos, agora eleito por unanimidade, e por voto secreto, pelo Partido Socialista de Guimarães para integrar a lista de Deputados do Círculo Eleitoral de Braga, de ter sido votado com cerca de 90% de votos, como segundo nome no Distrito de Braga, a Comissão Política Nacional aprovou as listas de candidatos do Partido Socialista à Assembleia da República que também integra entre outros camaradas indicados pelo Distrito o Presidente da Federação de Braga, Joaquim Barreto, e o vimaranense e Nelson Felgueiras.

Renovo, por isso, a participação nessa lista, agora encabeçada pela Sónia Fertuzinhos, também ela de Guimarães, e que muito me orgulha. Encaro este novo desafio com o mesmo sentido de responsabilidade de 2015 e sobretudo com maior motivação para continuar a servir Guimarães, o Distrito de Braga e o país.

Nos últimos 4 anos o Partido Socialista constitui-se como uma alternativa de confiança. Recuperamos o emprego, diminuímos abruptamente o desemprego no país, devolvemos rendimentos do trabalho às famílias, repusemos direitos e a dignidade que tinha sido retirada pelo anterior Governo PSD/CDS.

Há, ainda muito para fazer. Continuar a recuperar os serviços públicos. Continuar a contratar mais profissionais, mais equipamentos e prestar melhores serviços. O Serviço Nacional de Saúde, a Escola e a Segurança Social Públicas como elementos determinantes da liberdade dos cidadãos, garante de direitos independentemente da condição financeira ou social de cada um.

Para o trabalho que ainda falta fazer é preciso continuar a dar força ao Partido Socialista. Em Portugal, na Região e em Guimarães. Com humildade procurarei fazer uma campanha que esclareça as propostas do PS para o país e as nossas propostas para a Região. Uma campanha pela positiva, com debate de ideias e que valorize o nosso território e a nossa comunidade.

Agradeço a todos a confiança depositada no trabalho que desenvolvemos nestes últimos 4 anos e a confiança renovada e reforçada para o trabalho que procuraremos desenvolver na campanha que se avizinha e no Parlamento na próxima legislatura.

Luís Soares, 35 anos, Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra. Lidera a Concelhia do Partido Socialista em Guimarães desde 2018 e desempenha o mandato de Deputado à Assembleia da República e de Presidente da Junta de Freguesia de Caldelas, Vila das Taipas.