Guimarães, não me esqueço de onde parto

A noite eleitoral de Domingo trouxe uma grande vitória ao Partido Socialista. Em Portugal, no Distrito de Braga e em Guimarães.

Os portugueses ficaram satisfeitos com as mudanças profundas dos últimos quatro anos, ficaram satisfeitos com a Geringonça e disseram que queriam novamente esta solução para Portugal por mais quatro anos.

O Partido Socialista está pronto para continuar esse caminho. E seria verdadeiramente incompreensível que os outros Partidos da Geringonça e os novos Partidos eleitos defraudassem, agora, o sentido e a expressão do voto democrático dos portugueses.

Em Guimarães a vitória do Partido Socialista foi, ainda, mais expressiva. E creio que todos os cabeças de lista regionais e todos os líderes Partidários locais deveriam tirar ilações disso mesmo.

O PS foi o único Partido com representação Parlamentar que subiu em número de votos. E subiu por diversos motivos.

Primeiro pelo que a Governação do Partido Socialista representou para Guimarães e para os vimaranenses.

Depois porque o Partido Socialista em Guimarães é um Partido que está forte. Os cidadãos confiam nos dirigentes socialistas vimaranenses e nos autarcas socialistas de Guimarães que se mobilizaram e envolveram nesta campanha. Participaram nos Plenários de cidadãos, acompanharam as visitas que promovemos, esclareceram cara a cara os indecisos e pediram o voto no PS.

E por último este resultado explica-se também porque nos últimos 4 anos o trabalho dos deputados de Guimarães do PS foi um trabalho de proximidade às pessoas, às empresas, às instituições, às autarquias e aos seus problemas, e estivemos disponíveis para ajudar à sua resolução.

É assim que continuarei a exercer o mandato que os vimaranenses e os habitantes do Distrito me confiaram.

Continuarei no Parlamento como cidadão de Guimarães atento aos problemas locais porque não me esqueço de onde parto.

Luís Soares, 35 anos, Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra. Lidera a Concelhia do Partido Socialista em Guimarães desde 2018 e desempenha o mandato de Deputado à Assembleia da República e de Presidente da Junta de Freguesia de Caldelas, Vila das Taipas.