Relação entre o número de espectadores e a classificação na Liga NOS

Hoje vou dedicar o meu artigo ao número de assistentes nas últimas quatro épocas na 1ª. liga de futebol profissional, relativamente às principais equipas, pois a partir destas cinco a diferença é enorme.

A posição desde a época 2013/2014 até à presente, é a seguinte: 1º.- Benfica com o total de 3.041.395 espectadores, 2º.-Sporting com o total de 2.294.175 espectadores, 3º.-Porto com o total de 1.997.011, 4º.-Vitória com o total de 862.952 espectadores e 5º.-Braga com o total de 668.280 espectadores.

No que diz respeito à época 2016/2017, que está a decorrer, ainda faltam quatro jogos em casa ao Benfica, Porto e Braga e faltam cinco jogos em casa ao Sporting e ao Vitória.

As classificações finais nestas quatro épocas, relativamente a estas cinco equipas, foram:

Em 2013/2014, 1º. Benfica; 2º. Sporting; 3º. Porto; 9º. Braga e 10º. Vitória.
Em 2014/2015, 1º. Benfica; 2º. Porto; 3º. Sporting; 4º. Braga e 5º. Vitória.
Em 2015/2016, 1º. Benfica; 2º. Sporting; 3º. Porto; 4º. Braga e 10º. Vitória.
Em 2016/2017, 1º.Benfica; 2º. Porto; 3º. Sporting; 4º. Braga e 5º. Vitória.

Face a estes elementos podemos verificar que a relação entre espectadores/classificação não se coaduna, pois devíamos ser o 4º classificado. E não ficarmos em 5º. em duas épocas e em 10º. nas outras duas épocas. Como curiosidade, nas épocas que ficamos em 10º. lugar, foram as que tivemos pouco mais espectadores que os nossos rivais.

Neste momento, já ultrapassamos o número de espectadores do ano passado e como ainda nos faltam cinco jogos em casa, poderemos passar o número de espectadores da época de 2014/2015, de 270.408, que foi o melhor de sempre do Vitória.

O Vitória ficou com uma situação económica/financeira muito difícil, perto da falência, no último mandato do Presidente Emílio Silva, que terminou na época de 2011/2012, tendo o novo Presidente Júlio Mendes tomado posse em 10 de Abril de 2012 e até esta data tem reduzido o passivo que herdou. Mas já é tempo de pensar seriamente no futebol, pois com a mobilização que temos dos nossos adeptos, podemos crescer ainda mais. É necessário aproveitar a “onda” dos adeptos.

Secundino Rodrigues, 63 anos, é reformado da profissão de empregado administrativo. Sócio do Vitória com o número 1.104, gosta de verter a sua paixão pelos números na análise dos resultados do seu clube. Escreve à quarta-feira.