Provedor do Idoso reconhece “tarefa árdua”

Uma tarefa árdua. É assim que José Ferreira Lopes descreve as suas novas funções de provedor do idoso de Guimarães. Numa parceria com a Câmara de Guimarães e a Comissão de Proteção ao Idoso, promete “conhecer o trabalho e as respostas de cada uma das instituições que lidam com idosos, como lares e centros de dia”.

Guimarães tem 20 mil pessoas idosas, sendo que três mil estão sinalizadas por estarem a viver sozinhas ou na companhia do cônjuge da mesma idade. E são essas pessoas que o provedor do idoso terá que ouvir. Tem como missão defender os direitos das pessoas idosas e, em articulação com a Comissão de Protecção ao Idoso, promover iniciativas que visem responder às suas necessidades, às dos cuidadores formais e informais e de todos os agentes da sociedade civil com intervenção na problemática do envelhecimento.

IMG_20170322_145331.jpg
A Tuna da Universidade Sénior da UNAGUI abriu a cerimónia de apresentação do provedor José Ferreira Lopes.

A iniciativa dirige-se a todos os idosos do concelho. Ferreira Lopes vai receber queixas, denúncias e reclamações, dando-lhe o devido encaminhamento. Averiguar todos os casos sinalizados, acompanhar os processos até ao encerramento, promover o desenvolvimento social e pessoal dos idosos e a sua autonomia e assegurar a representatividade da população sénior na definição das políticas da autarquia são outras das missões do provedor, uma figura pioneira no país.

IMG_0023.JPG
A cerimónia contou com a presença de várias instituições vimaranenses ligadas ao apoio aos idosos.