Área envolvente à Igreja de Creixomil e rua dos Cutileiros em requalificação até setembro

Iniciou-se esta terça-feira, 18 de abril, a obra de reperfilamento e de requalificação da rua dos Cutileiros e da área envolvente à Igreja de Creixomil. A intervenção viária na antiga estrada nacional será efetuada em três fases: a primeira decorre até 09 de junho, a segunda entre 12 de junho e 11 de agosto e a última de 14 de agosto a 22 de setembro. Durante toda a intervenção, os transportes públicos terão um percurso alternativo.

 

A empreitada, a cargo da câmara municipal, vai incluir a intervenção em todas as infraestruturas existentes no subsolo da rua dos Cutileiros, procurando a resolução do problema viário e pedonal existente, dotando a rua dos Cutileiros de apenas uma única faixa de rodagem, com o sentido do trânsito na entrada da cidade, desviando dessa forma o tráfego de passagem. Com este reordenamento urbano, pretende-se melhorar os acessos pedonais e viários já existentes, valorizando todo o espaço público associado, criando-se novas áreas de lazer e uma nova disciplina nos lugares de estacionamento.

A intervenção incide também na construção de passeios em betuminoso pigmentado, com dimensões amplas, amigo dos modos de locomoção condicionados, conferindo prioridade aos peões. A faixa de rodagem passará a ter 4 metros de largura e passeio de ambos os lados da rua, garantindo-se os acessos viários a todas as garagens e habitações.

Serão requalificadas áreas atualmente sem função para a criação de espaços de utilização coletiva e de enquadramento paisagístico, através do desenho do espaço público, reordenamento automóvel, pavimentação, arborização, corredores verdes, estacionamento, complementado com mobiliário urbano (bancos, papeleiras, ecopontos, caldeiras) e um sistema de iluminação LED.

Na interseção da rua dos Cutileiros com a rua Miradouro de Baixo, o projeto apresentado pretende privilegiar o peão, havendo a interrupção da faixa de rodagem para passeio valorizando desta forma os percursos transversais que dão continuidade a outras fases de projeto. Na rua Miradouro de Baixo apenas será permitido o acesso automóvel pela rua dos Cutileiros a residentes locais e veículos de emergência.

Foto: CMG