Roteiro de património classificado vai ter distribuição gratuita

Chama-se “Guimarães cidade de património” e é um roteiro dos 51 monumentos classificados da cidade-berço. A publicação estará disponível no posto de turismo, welcome centre e loja interativa e terá distribuição gratuita. Há versões em português, inglês e espanhol.

O livro, que “sistematiza a informação sobre os monumentos do concelho”, “uma resposta à procura turística crescente de Guimarães”, explicou o vereador da Cultura, José Bastos, na apresentação do guia, que decorrer esta manhã, na Câmara. Mas outros temas se seguirão a esta colecção, como as casas brasonadas e as igrejas.

É um primeiro resultado do projeto Hereditas, que pretende reunir todo o património do concelho disponibilizando publicamente a informação sobre os recursos que existem nas 49 freguesias vimaranenses. O Hereditas está a trabalhar na identificação do património, devidamente fotografado e cartografado. Servirá ainda para a divulgação de rotas e um manancial de informação também das heranças orais, como sejam as alcunhas e expressões típicas.

A propósito desta apresentação, o presidente da Câmara, Domingos Bragança voltou a mencionar que a autarquia vai assumir a requalificação da Ponte de Soeiro e da igreja românica de Serzedelo. A novidade foi a intenção da Câmara investir na reabilitação de Santa Maria de Corvite. Santa Marinha da Costa também está sob o radar da Câmara para salvaguardar o património.

Destaque ainda para o anúncio das demolições de edifícios de pouco valor patrimonial ao lado da Igreja de S. Francisco, de forma a valorizar aquela zona que confronta com Couros. Uma tentativa de resolver o problema de estacionamento da praça remodelada em 2012. Recorde-se que este local está a ser candidatado a Património Mundial da Humanidade.

Texto e Foto: Catarina Castro Abreu