Os plantéis do Vitória à lupa

Hoje irei falar da quarta época da era do presidente Júlio Mendes.

Na época de 2015/2016 foram inscritos 63 jogadores na Liga de Futebol Profissional, sendo cinco guarda-redes, 16 defesas, 19 médios e 23 avançados. Deste lote de jogadores tivemos 10 emprestados e inscrevemos cinco jogadores que vieram dos juniores.

Nesta época inscrevemos 27 novos jogadores e em relação ao plantel do ano anterior foram embora 24, sendo certo que, destes quatro foram vendidos, restaram da época passada 36 jogadores, o que quer dizer que melhorámos em relação à época passada.

Em janeiro de 2016, saíram seis jogadores, sendo eles: o Nassim Zitouni  foi emprestado ao Porto e nesta época está a jogar em França, Ricardo Gomes foi emprestado ao Nacional e depois desvinculou-se do Vitória e continua a jogar no Nacional, o Gui foi emprestado à Académica e esta época foi emprestado ao Chiasso da Suiça, Ká foi emprestado ao Oliveirense e agora está emprestado ao Sertanese, o Tomané foi emprestado ao MSV Duisburg, depois desvinculou-se do Vitória e foi para o Panetolike, estando nesta época a jogar no Arouca, e, finalmente, o Diogo Gomes foi emprestado ao Oliveirense. Infelizmente, faleceu no dia 23 de abril de 2016, vítima de acidente de viação.

Nesta época ficamos no 10º. lugar do campeonato da Liga NOS, tendo feito 40 pontos, sendo que 23 foram conquistados na 1ª. volta e os restantes 17 na 2ª. volta.

A média da idade dos jogadores utilizados pelo Vitória neste campeonato foi de 23,23 anos.

O Vitória pagou de multas à Liga, referentes aos jogos da equipa principal, por mau comportamento do público o valor de 44.781 euros.

Houve nove jogadores que efetuaram poucos jogos. O guarda-redes Assis fez seis jogos, Serginho fez seis jogos, Pedro Correia fez oito jogos, Rômulo fez dois jogos e Isaac fez um jogo, todos estes jogadores foram dispensados no final da época por desinteresse do Vitória. O Alex fez três jogos e depois e parou em virtude uma lesão grave, o Breno fez dois jogos e saiu em Setembro de 2015, também fizeram poucos jogos os dois jogadores emprestados pelo Vasco da Gama do Brasil, Cosendy (1 jogo) e Santiago Montoya (7 jogos), tendo sido recambiados ao seu clube.

Esta época, tivemos dois treinadores o Armando Evangelista, que foi promovido da equipa B, acabou por sair em 21 de setembro de 2015, sendo substituído pelo Sérgio Conceição.

Secundino Rodrigues, 63 anos, é reformado da profissão de empregado administrativo. Sócio do Vitória com o número 1.104, gosta de verter a sua paixão pelos números na análise dos resultados do seu clube. Escreve à quarta-feira.