Domingos Bragança: “Festival da Canção é uma grande responsabilidade para que voltemos a ganhar a Eurovisão”

O Festival da Canção vai realizar-se a 04 de março de 2018 no Pavilhão Multiusos de Guimarães. A decisão foi confirmada ontem, 25, numa reunião entre os organizadores do evento – a RTP e a União Europeia de Radiodifusão, entidade que supervisiona a organização do evento – e os presidentes da Câmara de Guimarães e de Lisboa.

eurovisão
Guimarães recebe o Festival da Canção e Lisboa a Eurovisão

Dezasseis anos depois o Festival da Canção sai de Lisboa para ser realizado em Guimarães. Para o presidente do município, Domingos Bragança, em declarações à RTP, “o Festival da Canção [competição nacional] terá uma grande responsabilidade” na medida em que será fundamental “para que voltemos a ganhar a Eurovisão”.

gemeas

Logo a seguir à vitória de Salvador Sobral, em maio, Guimarães colocou-se entre as hipóteses para receber o evento internacional. Segundo o jornal Público, a RTP e a EBU (European Broadcasting Union, em português União Europeia de Radiodifusão), entidade que supervisiona a organização do evento, avaliaram cinco cidades: Guimarães, Braga, Gondomar, Lisboa e Santa Maria da Feira, que seguiu critérios de avaliação específicos e ajustados aos padrões impostos pela EBU. Entre as exigências estavam o recinto dos espetáculos, a proximidade com o aeroporto, uma vasta rede hoteleira, disponibilidade de espaços para as estruturas técnicas e logísticas, envolvente social e de apoio às várias delegações presentes no evento (que vão desde restaurantes, bancos, hospitais a centros de imprensa). A mesma publicação revela que foi por isso que Lisboa venceu.

MultiusosGuimara.jpg
Aníbal Rocha, da Tempo Livre, destaca que é uma vitória para o Norte e para Guimarães

À RUM, Aníbal Rocha, director executivo da Tempo Livre, que gere o Multiusos, a vinda do Festival da Canção para Guimarães é “uma vitória para o Norte de Portugal”. “Estou, obviamente, satisfeito com a decisão. É com grande sentido de responsabilidade que a encaro, por ser a primeira vez que o Festival Nacional da Canção, em 16 anos, é feito fora de Lisboa. É uma grande vitória para o Norte e para Guimarães”, sublinhou à rádio universitária.

Destaque ainda para o facto de o evento trazer grande projeção para a região devido à “transmissão televisiva que vai ultrapassar os limites da região e pela mega produção que a RTP está a organizar”. “Será uma mais-valia”, assegurou.

gil-doce